Certificação e auditoria na área ambiental

No momento em que se discute a Lei base do Clima, e aumenta a vontade de cumprir dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a Economia Circular entrou na Regulamentação Europeia. As organizações são pressionadas a evidenciar o seu alinhamento com estes princípios de sustentabilidade, quer para melhorar o seu desempenho ambiental, que se repercute, muitas vezes, num melhor desempenho global da organização, quer para melhorar a sua imagem e aumentar a reputação.

Os regulamentos e referenciais definem limites e metas, mas nem sempre as metodologias a adotar e o modo de avaliar o seu cumprimento. As auditorias, a verificação e a certificação são ferramentas aplicáveis a todas as organizações, que definem metodologias de gestão para definir objetivos, planear e realizar ações e estabelecer processos de avaliação e controlo para que os objetivos, regulamentares ou voluntários, sejam alcançados e demonstrados. Estas metodologias são adaptáveis ao contexto das empresas e das suas atividades. Baseiam-se em processos normativos estabelecidos por um consenso entre diferentes partes interessadas.

Existem vários exemplos, nomeando-se aqui alguns mais abrangentes:

Verificações

  • Comércio Europeu de Licenças de Emissão (CELE)
  • Prevenção de acidentes graves envolvendo substâncias perigosas (SEVESO)
  • Veículos em Fim de Vida (VFV)
  • Prevenção e Controlo Integrados da Poluição (PCIP)
  • Pegada de Carbono: ISO 14064-1 (organizações), ISO 14064-2 (projeto), ISO 14067 (produtos)

(...)

Em colaboração com Pedro Fernandes, Climate Change Business Developer, APCER

Artigo completo na Indútria e Ambiente nº127 mar/abr 2021, dedicado ao tema 'Sistemas de gestão ambiental, certificação e auditoria'

Joana dos Guimarães Sá

Development Executive Director, APCER

Se quiser colocar alguma questão, envie-me um email para info@industriaeambiente.pt

Newsletter Indústria e Ambiente

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia e Gestão do Ambiente.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.